O pai ausente do transporte público em Belo Horizonte

Você já deve ter ouvido o caso do pai ausente. Culpado por não participar da criação do filho, ele tenta compensar com presentes e dinheiro. Foi o que fez o ex-prefeito Alexandre Kalil, que depois de 5 anos de mandato sem resolver nada do transporte coletivo, decidiu dar R$ 220 milhões às empresas de ônibus. […]